Imigração através de trabalho

A imigração pelo trabalho é uma forma muito popular de se mudar para países de língua inglesa. Neste artigo, veremos a imigração por meio do trabalho na Austrália, no Reino Unido, no Canadá e na Nova Zelândia.

Esse caminho é similar a imigração profissional, a principal diferença é que com a imigração profissional, é possível solicitar a residência de imediato, mesmo em casa e sem oferta de emprego. Raramente acontece, mas quando a pessoa tem alto nível de escolaridade, larga experiência em uma especialidade exigida e um bom inglês, é possível.
No entanto, ter uma oferta de emprego em um país aumenta significativamente as chances de obter residência, é por isso que a maioria dos imigrantes passa vários anos trabalhando com um visto de trabalho temporário antes de se tornar um residente neste país.

Mesmo os profissionais que não estão nas listas de alta demanda podem imigrar pelo trabalho. O principal é encontrar um emprego e um empregador que esteja pronto para fornecer suporte para o seu visto.

Imigrar pelo trabalho nem sempre exige pontos. Para algumas categorias de visto, é suficiente trabalhar para um empregador por vários anos e cumprir os requisitos de qualificações, salários e região de emprego, se for um programa regional, por exemplo.

Abaixo descrevemos como a imigração pelo trabalho é realizada em diferentes países:

Australia

A Austrália tem vários vistos de trabalho temporários e provisórios. Os vistos temporários são emitidos para 2 a 4 anos e oferecem a oportunidade de solicitar residência após três anos de trabalho para o mesmo empregador. Neste caso, o pedido de residência é realizado de acordo com um sistema de pontos, em que o candidato deve marcar 65 pontos.

Os vistos provisórios são emitidos por até 5 anos e podem ser patrocinados por um estado ou território ou por um empregador. Também levam à residência após três anos de trabalho (em uma região específica ou para um determinado empregador).

A capacidade de se candidatar a um determinado visto é determinada pela Lista de Profissões Qualificadas, onde se encontra a especialidade do candidato.

Nova Zelândia

A Nova Zelândia também tem duas vias principais de imigração por meio do trabalho:

Trabalho até Residência – para especialistas da Lista de Escassez de Habilidades de Longo Prazo (Long Term Skill Shortage List). Esses especialistas podem obter um visto de trabalho e solicitar residência após dois anos de trabalho para o mesmo empregador. Não há necessidade de acumular pontos aqui, mas esse caminho só é possível se você tiver esse tipo específico de visto de trabalho (este visto será extinto em outubro de 2021).

O Essential Skills Work Visa é um visto temporário para todos os outros trabalhadores. Ao solicitar este visto, o empregador deve provar que não encontrou ninguém no mercado de trabalho local. Com este visto, há uma chance de solicitar residência na categoria de migrante qualificado. É um sistema baseado em pontos, onde você precisa marcar 160 pontos, porém, ter um emprego já dá 50 pontos.

Canadá

No Canadá, ter um emprego e experiência local também agrega pontos ao se inscrever para a residência. Ao solicitar uma Permissão de Trabalho, o empregador também deve pesquisar o mercado de trabalho local e fornecer uma Avaliação de Impacto no Mercado de Trabalho (LMIA). Este documento deve confirmar a necessidade de preencher a vaga com um trabalhador estrangeiro, uma vez que não há candidatos locais suficientes. Às vezes, um LMIA não é necessário para algumas profissões altamente qualificadas e posições gerenciais.

Grã Bretanha

Existe um visto de trabalhador qualificado para trabalhadores estrangeiros no Reino Unido, segundo o qual o empregador também deve provar que não há candidatos locais para esta posição. Este visto é emitido por até 5 anos. Então, há uma chance de se candidatar à residência. Ao solicitar este visto, você precisa marcar 70 pontos e atender aos requisitos de salário mínimo e nível educacional.

 

Consulte mais informação:

Imigração para a Austrália pelo trabalho

Imigração para o Canadá pelo trabalho

Imigração para a Nova Zelândia pelo trabalho

Imigração para a Reino Unido pelo trabalho

Assine a nossa newsletter

Assine nosso boletim informativo para ficar por dentro das últimas notícias, eventos e ofertas
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Escolha o país para saber mais

Nova Zelândia

Nova Zelândia

Austrália

Austrália

Canadá

Canadá

Reino Unido

Reino Unido

Irlanda

Irlanda