Tipos de visto

O processo de obtenção de vistos é muitas vezes um processo complicado, principalmente quando associado ao problema de coletar e traduzir documentos, submeter-se a exames médicos e coleta de biometria, visitar um centro de vistos, etc. Além disso, cada país tem as suas próprias particularidades e nuances, que são difíceis de serem descobertas. Nesse artigo, nós iremos analisar os tipos de vistos mais populares e descrever o passo a passo do processo de aplicação.

 

Tipos de vistos

Dependendo do propósito da sua viagem, os vistos podem ser divididos em diversas categorias:

Os vistos de visitantes/turismo são normalmente emitidos para um curto período de tempo (no máximo 6 a 9 meses) para viagens de turismo ou para visitar amigos e parentes. 

Os vistos de estudante são emitidos para o propósito de frequentar cursos de línguas ou para obtenção de educação secundária ou superior. A validade de um visto de estudante normalmente coincide com a duração do curso, mais um período de 1 ou 2 meses para chegada e partida. 

Vistos de trabalho são para emprego. Na maioria dos casos, para obter esse tipo de visto, você precisa, primeiro, encontrar um trabalho e obter uma oferta de emprego, mas também existem vistos de trabalho abertos, que não estão atrelados a nenhum empregador. Por exemplo, estes vistos são concedidos em muitos países para formandos de cursos profissionalizantes. A duração de um visto de trabalho pode variar entre 1 e 5 anos. 

Vistos de negócios são destinados para aqueles que desejam gerenciar seus próprios negócios no país ou investir em uma empresa existente. Para obter esse tipo de visto, o candidato precisa ter um capital substancial, uma ideia de negócios e um plano de negócios detalhado. 

Vistos para familiares nesse grupo, podemos combinar vistos para parceiros ou cônjuges e filhos dependentes do candidato principal. Qualquer que seja o seu tipo de visto, você quase sempre poderá levar a sua família com você. No entanto, as condições para os seus familiares podem variar. Se o seu parceiro pode trabalhar, ou se seus filhos poderão estudar em escolas públicas ou subsidiadas depende do seu tipo de visto.

Vistos de residência te permitem viver e trabalhar permanentemente no país. Estes vistos são um importante passo para o objetivo final de um projeto de imigração – a cidadania. Obter a residência permanente pode ser desafiador e pode levar anos. 

 

Processo de aplicação de vistos

Enfim, você decidiu o propósito da sua viagem e o tipo de visto que você precisa. O próximo passo é o processo de aplicação, que pode ser dividido em diversas etapas:

 

  1. Coleta de documentos e sua tradução para o inglês
    Cada tipo de visto tem suas próprias listas de documentos necessários.
    Para um visto de visitante, você pode precisar de um convite dos seus familiares, de você estiver indo visitá-los. Se você está viajando a turismo, é necessário comprovar uma reserva de acomodação, voos e planos detalhados da sua viagem, para um visto de trabalho, você precisa de uma oferta de emprego e para um visto de estudante você precisará de uns documentos como a oferta de vaga de uma instituição de ensino, etc.
    Além desses documentos, você definitivamente precisará apresentar extratos bancários para demonstrar que você tem dinheiro suficiente para o seu período no país. Também, se for um visto temporário, são necessárias garantias de que você retornará para o seu país de origem, que pode ser trabalho, propriedades, familiares, relacionamentos – em outras palavras, qualquer coisa que te faça retornar. Se você aplicar para um visto para o Reino Unido, Canadá, Austrália ou Nova Zelândia, você precisa traduzir os seus documentos para o inglês, essa tradução deve ser feita por um tradutor profissional e juramentada ou certificada por uma agência de tradução – a tradução não pode ser feita por você mesmo ou por um amigo que simplesmente sabe inglês.
  2. Exames médicos
    Quando aplicam para um visto para o Reino Unido, a Austrália, o Canadá ou a Nova Zelândia para um período de 6 meses ou mais, alguns países exigem exames de Raio-X do tórax. A Austrália e o Canadá também exigem exames médicos completos, enquanto para a Nova Zelândia isso só é necessário se o visto for superior a 1 ano. Exames de Raio-X e exames médicos só podem ser realizados em clínicas especialmente autorizadas – você pode encontrar uma lista dessas clínicas no site das autoridades de imigração de cada um desses países. Os próprios médicos fazem o upload dos resultados para o banco de dados da Imigração, onde um oficial pode acessá-los utilizando o código único. Tudo é confidencial e muito conveniente, no entanto, é possível que não existam clínicas autorizadas na sua cidade. Nesse caso, você precisará submeter-se a esses exames na cidade mais próxima que tenha uma dessas clínicas, sendo importante agendar os exames e planejar com bastante antecedência.
  3. Envio da documentação e biometria
    Os avanços tecnológicos e o desenvolvimento da tecnologia da informação não ignorou os serviços de imigração e, portanto, você pode aplicar para a maior parte dos vistos online. Para isso, você precisa criar uma conta no site da Imigração, preencher um formulário online, enviar os documentos escaneados em formato pdf e pagar a taxa de aplicação do visto com um cartão, depois que o processo de aplicação online estiver completo, maiores instruções irão aparecer na tela.
    Para vistos para a Austrália, o Canadá ou o Reino Unido, a coleta de biometria pode ser necessária, isso inclui fotos e impressões digitais, que só serão executadas se o seu visto e país de residência exigirem. Você pode pode fazer isso em um Centro de Aplicação de Vistos, depois de enviar a sua solicitação online, ou também uma solicitação em papel, visitando um Centro de Aplicação de Vistos pessoalmente. É possível fazer a verificação do passaporte e coletar a sua biometria no mesmo dia, mas você precisa agendar um horário para isso.
  4. Emissão do visto
    O tempo de processamento dos documentos varia muito de acordo com o país e o tipo de visto e pode ser de algumas semanas até alguns meses. Em qualquer caso, sempre verifique os prazos para cada tipo de visto no site oficial da Imigração e envie a sua solicitação com antecedência.
    No Reino Unido, o candidato deve deixar o passaporte no centro de vistos quando for coletar a biometria e enquanto o visto estiver sendo processado, se o visto for aprovado, ele será carimbado no passaporte. Um visto de visitante para o Canadá também é carimbado no passaporte, se você aplicar para uma permissão de trabalho ou de estudo, a aprovação destes documentos é enviada por email e a permissão em si é carimbada no passaporte no controle de passaporte, ao entrar no país.
    A Nova Zelândia e a Austrália têm processos ligeiramente diferentes quando se aplica online, o visto é simplesmente enviado via email em formato pdf e é feito o upload para a sua conta online. Nesse caso, nada é carimbado ou colado no passaporte.

Assistência na obtenção de vistos

Todas as informações sobre o processamento de vistos e os documentos necessários estão disponíveis ao público nos sites oficiais dos serviços de imgiração de cada país. Tendo estudado essas informações com cuidado, você pode aplicar para o seu visto e da sua família. No entanto, isso pode ser um pouco complicado se você não tiver um bom conhecimento de inglês para entender a terminologia jurídica, não tiver experiência com esses documentos ou tempo para estudar a questão e encontrar as respostas por si só. 

Além disso, ao lidar com oficiais da imigração, cada país tem suas próprias particularidades que você não poderá encontrar em fontes oficiais. Por exemplo, o que responder para um oficial se ele te telefonar ou te enviar uma solicitação oficial por escrito? Ou quais documentos opcionais podem aumentar as suas chances de receber um visto? As respostas para essas perguntas são conhecidas por especialistas experientes que estão envolvidos com o processamento de vistos, você pode se utilizar dos serviços desses especialistas, mas precisa saber quem pode te ajudar e receber por isso. 

Para aplicar para um visto, você pode obter ajuda gratuita de seus amigos ou familiares que já tenham passado por esse processo, já que não é necessária uma licença para prestar assistência gratuita. 

Somente conselheiros de imigração licenciados ou advogados de imigração podem oferecer assistência paga na obtenção de vistos, incluindo vistos de trabalho ou de residência. Eles precisam ter uma licença de um determinado país para poder oferecer conselhos de imigração e serviços de visto, os serviços desses especialistas, via de regra, são caros, já que demandam anos de estudos. Além de aplicar para o seu visto, um advogado pode representá-lo em juízo e defender os seus direitos, se necessário. 

Você também pode aplicar para um visto de estudante para a Nova Zelândia por meio de um agente educacional, como a Kiwi Education. Agentes educacionais são isentos de obter uma licença. Nós te ajudamos a obter um visto de estudante de forma totalmente gratuita, já que nossos serviços são pagos pelas instituições de ensino.

Você pode ler mais sobre a Kiwi Education aqui

 

Nós também trabalhamos com conselheiros de imigração da Austrália, do Canadá, da Nova Zelândia e do Reino Unido para auxiliá-lo com questões de imigração e vistos. Preencha o formulário no nosso site e nós entraremos em contato em até 24 horas. 

Assine a nossa newsletter

Assine nosso boletim informativo para ficar por dentro das últimas notícias, eventos e ofertas
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Escolha o país para saber mais

Nova Zelândia

Nova Zelândia

Austrália

Austrália

Canadá

Canadá

Reino Unido

Reino Unido

Irlanda

Irlanda