Imigração para Empreendedores

O Reino Unido é um dos melhores países para se abrir o próprio negócio.
O sistema bancário do Reino Unido possui um altíssimo nível de confiança das empresas e do terceiro setor, no entanto, é importante lembrar que esse é um país tradicional e, por sua vez, preocupa-se não só com a solvência financeira dos empresários estrangeiros, mas também com a sua confiabilidade.

É importante, portanto, prestar especial atenção ao estudo das leis e regulamentos (diferentes regras podem ser aplicáveis a cada uma das 4 regiões históricas que formam o Reino Unido). Um advogado qualificado irá te ajudar a lidar com as diversas nuances da legislação que irão aparecer no processo de abertura de uma empresa. Por sorte, no Reino Unido, existe uma grande oferta de consultores que podem ser escolhidos, inclusive alguns que falam português. É importante notar que no Reino Unido não existe um visto de negócios, como em outros países – não é possível simplesmente comprar o negócio de outra pessoa (café, hotel, loja) e receber um visto por essa atividade.

Formas de imigração acessíveis por meio de empresa

  • Startup – um visto permite que você faça negócios e trabalhe tanto na sua empresa, quanto em outra empresa. Você pode obter esse visto sem precisar sair do país, estando com um visto de estudante, trabalho, visitante, etc. O gestor da startup precisa comprovar que possui pelo menos GBP 1.270 na sua conta bancária, que devem estar lá há, pelo menos, 28 dias consecutivos antes de dar entrada no visto. Você também precisa comprovar seu conhecimento de inglês de nível B2 ou superior e demonstrar que a startup tem potencial e que a ideia de negócio é diferente de qualquer outra já existente no mercado. A duração do visto é de 2 anos, sem a possibilidade de extensão e a obtenção da residência permanente só é possível por meio da conversão desse visto em um visto de inovação ou de trabalho.
    Ao mesmo tempo, existe a possibilidade de se levar a família com um visto desse tipo, você precisa comprovar ter GBP 285 para o parceiro, GBP 315 para um filho e GBP 200 para cada criança adicional.
    É importante notar que é necessário obter a aprovação de uma instituição de ensino ou organização que patrocine o seu projeto, além disso, depois de 6 meses e, novamente, 12 meses, será preciso apresentar um relatório das atividades e realizações da empresa.

  • Inovador – um visto que te permite exercer somente as atividades declaradas da empresa. Esse visto irá te permitir abrir o seu próprio negócio e trabalhar somente nele, mesmo em uma posição de gestão. Ao contrário do visto de startup, é proibido trabalhar em qualquer outro lugar que não a sua própria empresa.
    Esse visto é concedido para o período de 3 anos, com a possibilidade de extensão pelo mesmo período um número ilimitado de vezes. É preciso demonstrar ter um mínimo de GBP 50.000, além de GBP 1.270 extras em conta corrente, demonstrados por meio de um extrato bancário (esses valores devem estar na conta há, pelo menos, 90 dias). Você também precisará demonstrar a origem do dinheiro.
    Se você estiver convertendo um visto de startup para um visto de inovador e já tiver fundado a sua sua empresa no Reino Unido enquanto com outro tipo de visto, você não precisa apresentar os GBP 50.000. É preciso ter um nível de inglês B2 ou superior.
    Com esse visto, você não pode investir em uma empresa pré-existente, outra característica deste visto é a necessidade de uma ideia de negócio inovadora, que deve ser aprovada por uma organização autorizada (universidade, aceleradoras, organizadores de competições e outras organizações governamentais). A avaliação é feita de acordo com critérios como a escala da atividade, o grau de inovação e perspectivas futuras.
    Você pode permanecer no país com esse visto por tempo indeterminado (renovando-o periodicamente) e existe a chance de obtenção de residência permanente. Também é possível levar a sua família com você, para tanto, será necessário demonstrar ter GBP 285 para seu parceiro, GBP 315 para uma criança e GBP 200 para cada criança adicional.

 

Uma vez que você tenha chegado no Reino Unido com o tipo certo de visto de empreendedor, você precisa saber por onde começar.

Primeiro, é preciso registrar a empresa, você pode fazer isso online por apenas GBP 12. Para isso, você precisa dar um nome para a sua empresa que ainda não exista no Reino Unido, você também deve pensar no endereço onde a empresa estará registrada e quem serão seus sócios. Se o seu negócio não precisar de uma licença, como uma licença para oferecer serviços jurídicos, então, o passo final será a abertura de uma conta corrente. É difícil abrir uma empresa e uma conta bancária sem ter o status de residente fiscal no país, tenha em mente que durante a pandemia, as regras para abertura de conta se tornaram mais rígidas. No momento, o processo está mais demorado e são necessários documentos adicionais.

Um dos desafios para empreendedores no Reino Unido é a contratação de pessoal. O país tem salários relativamente altos e para encontrar um empregado adequado para a sua empresa, você precisará competir no mercado de trabalho e oferecer bons salários e condições de trabalho favoráveis. Se você não conseguir encontrar um empregado com o nível necessário de qualificação ou de remuneração, você pode requerer uma Licença de Patrocinador (Sponsor License ou Sponsorship License). Com essa licença, você pode contratar um funcionário estrangeiro, desde 1º de janeiro de 2021, as oportunidades para essa categoria se expandiram – os requisitos de salário, qualificação e a lista de vagas diminuíram. No momento, você pode contratar um funcionário estrangeiro para quase qualquer profissão, mas é provável que isso mude com o tempo.

Você não precisa ser um cidadão do país para fazer negócios no Reino Unido, no entanto, escolher o tipo certo de visto será fundamental. Se você pretende contratar um empregado para uma posição de diretoria que não seja um cidadão do Reino Unido, você precisa ter certeza de que ele pode trabalhar no país com o visto dele. Também é importante ter um bom contador para elaborar os relatórios corretos e prestar a assistência necessária no que diz respeito ao sistema tributário. Felizmente, existem muitos profissionais qualificados para isso no Reino Unido.

Outra opção de visto é o de representante de uma empresa estrangeira (Representative of an Overseas Visa) se você:

    For o único representante de uma empresa estrangeira planejando a abertura de uma filial ou subsidiária integral no Reino Unido ou;
    Empregado de um jornal, agência de notícias ou empresa de radiodifusão estrangeira em uma viagem de negócios de longo prazo para o Reino Unido.

Esse visto permite que você permaneça no Reino Unido por um período inicial de 3 anos, com a opção de renovação por mais 2 anos. Você pode trabalhar para o seu empregador em tempo integral, levar a sua família (“dependentes”) com você para o Reino Unido, aplicar para a residência permanente no Reino Unido depois de ter vivido no país por 5 anos e desde que você permaneça no seu emprego anterior. É proibido trabalhar por conta própria ou para qualquer outra empresa, ficar no país se o seu empregador rescindir o contrato de representação, obter esse visto estando no país com um visto de qualquer outra categoria e receber financiamento do governo.

Assine a nossa newsletter

Assine nosso boletim informativo para ficar por dentro das últimas notícias, eventos e ofertas
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Artigos recentes

Imigração através de Trabalho
9 Julho 2021

Imigração através de Trabalho

Como solicitar e qual a peculiaridade dos vistos de trabalho neste artigo

Imigração para investidores
9 Julho 2021

Imigração para investidores

Peculiaridades da obtenção de um visto para investidores

Imigração Profissional
9 Julho 2021

Imigração Profissional

Como obter o visto de trabalhador qualificado por 5 anos, observando todas as condições.